Saturday, March 7, 2009

Voce esta' se comunicando com o seu filho efetivamente?

Quando a gente nao tem filhos, e' facil olhar para aquela crianca que esta' fazendo manha ou birra e dizer "Nossa que crianca mau-educada! Nunca deixaria meu filho fazer isso".... Claro que todos nos fantasiamos criancas educadas, quietas, comunicativas... Mas a verdade e' que somente quando nos tornamos pais e' que sentimos na pele como e' dificil educar!


Sempre li muito sobre o assunto, a como qualquer outro pai, sabemos que a psicologia infantil tem varias fases e varias linhas... Ha' um tempo atras diziam que voce nao pode falar NAO. Umas palmadas no bumbum nem pensar.... O que voce tem que fazer e' tornar o negativo em positivo....


Hoje ja' se tem uma visao mais realistica sobre o assunto: A vida fala NAO para o seu filho, entao ele deve ouvir NAO em casa e voce como pai tem que guia-lo a entender esse NAO. Ser firme para que esse NAO nao se torne SIM daqui 25 minutos e auxilia-lo a dar a volta por cima... Exatamente como a vida nos apresenta!


Afinal quem de nos nunca ouviu um NAO?


Muitos adolecentes nao conseguem ouvir um NAO e se frustam... Uma das valvulas de escape sao sempre a bebida, o fumo e as drogas.


Outra coisa importante e' a comunicacao efetiva entre voce e o seu filho. Voce da' feedbacks ao seu filho? Voce da' escolhas ao seu filho?


Criancas precisam ouvir feedback constantemente. Mesmo as bad escolhas que nossos filhos fazem tem que ser comentadas. Mesmo que voce desaprove, de a sua opiniao e explique o porque voce desaprova sem condenar.... Isso vai faze-lo pensar da proxima vez.


Saiba quando reprender seu filho: Quando algo acontece que nao depende dele: por exemplo a crianca faz xixi na cama, tropeca e quebra uma peca de arte que voce amava.... quando acidentes nao-intencionais acontecem ele sente. Entao cabe a nos pais entender, mas ao mesmo tempo falar: - Ok, acidentes acontecem! Da proxima vez presta mais atencao, ok?


Mas quando a crianca faz algo intencional: Chuta o irmao, ou joga o vaso longe, entao deve ser repreendida.


Comunicacao e' importantissimo...

Eu, particularmente tenho o meu estilo de educar: Sou super carinhosa, mas sou dura quando precisa. Apesar de muita gente ser contra, eu sou super a favor de um tapa no bumbum como ultimo recurso.... Dou sempre escolhas: de roupa, de comida, pois quero que eles entendam que na vida sempre existem mais de um caminho a seguir, mais de uma opcao. E muita, muita conversa com as criancas desde pequeninas.

E voce, o que acha?

(Texto acima inspirado na conversa que tive com um educador canadense essa semana)

4 comments:

Familia 4M said...

Oi De...'
Vc sabe que penso exatamente como vc...
Adorei o texto
A unica coisa das escolhas..é que eu fazia isso com a Mariana, deixava ela escolher a roupa que queria e hoje eu tneho problemas com isso, as vezes quero colocar uma determinada roupa e ela não coloca nem por decreto rsrsr
Bjks

Sweet Canadian Life said...

Oi Mi,
As escolhas que eu dou para a Vanessa nao sao livres. Somente dou 2 opcoes. Outro dia nos iamos no Playground e ela me falou que queria por vestido, entao eu dei 1 opcao de vestido e uma opcao de calca, mas disse eu acava que com o vestido ela nao ia conseguir subir nos brinquedos. Entao ela escolheu a calca. Nao deu outra: elogiei a escolha dela! ela ficou toda contente... A gente tem a obrigacao de guia-os.... E esqueci de falar que na minha opiniao, as escolhas que a gente da' tem que ser limitadas. Hoje faco somente entre 2 escolhas, mas conforme ela vai crescendo quero aumentar esse numero... Minha ideia e' guia-la para que a escolha seja a certa... Entao as vezes dou escolhas absurdas so' pra ver se ela esta' pensando no problema.
Beijos!

Paula said...

Oi,

concordo plenamente em dar escolhas para as criancas. Ninguem, nao importa a idade, gosta de se sentir sem escolhas.

Ate na sala de aula eh assim agora. Em vez de reprimir quando o aluno esta fazendo algo que interrompe a aula, falamos: I will give you two choices: Pay attention and participate or sit by yourself at your desk. What is your choice?

Ou ate mesmo no ginasio, quando eles estao se comportando muito silly: Choose between playing with your friends nicely or siting by yourself on the bench.

Eles normalmente escolhem a melhor opcao.

O relacionamento professor/aluno e pais/filhos dever ser reciproco e nao autoritario.

Outra dica de sala de aula que acho que funciona para pais tb:

-Nao fale no condicional: If you do this, that will happen. (If you don't put your jacket on, you can't go outside) O aluno diz: Fine, I don't wanna go outside.

-Diga: When you put your coat on, you may go outside.

E sobre o dizer/ouvir Nao, aprendi uma forma de dizer "nao" sem dizer a palavra "nao". Voce diz "Sim, so que mais tarde/ outra hora" rs rs

O mais importante eh esta sempre conversando mesmo com seus filhos e alunos. Uma comunicacao aberta eh o melhor caminho para o futuro.

Parabens Denise. Gostei muito desse blog

Paula

Anonymous said...

Gosto dos artigo que vc publica no seu blog. Parabens um ano Blogando!! :)

Queria deixar o meu comentario aqui.

Falar « NAO » ou mesmo codificar um « NOT » faz confusao na cabeca de qualquer um…
Educar/disciplinar o seu filho e’ dialogar e mostrar o que Certo e o que Errado no ponto da vista da familia.

Nao sei bem porque as pessoas caem por lado errado (bebida, drogas…) talvez seja como vc falou por uma frustacao. Recebeu muito NAO na vida…Um NAO na educacao, um NAO a vaga de emprego….

Concordo tambem com vc quando vc diz que nos’ (e as educadoras) precisamos dar um feedback as criancas. Se elas fazem algo bom porque nao elogiar , se fazem algo errado conversa. Em alguns casos menciono o ‘Time out’. Funciona as escolas usam esse muito esse metodo….

Em falar em escolher, o meu filho ja’ faz bem… Tipo de brinquedos, calca que combina com a blusa…Logo que nao me peca roupas e brinquedos muito caras, esta’ bem. Rs.
bjs, Marcia