Sunday, April 6, 2008

Aconteceu ha' 10 anos atras...

Nossa como o tempo passou...

Ha' 10 anos atras, chegavamos ao Canada... Ainda lembro daquele dia. Eu, o Marcus e a nossa cachorrinha Scully, uma Lhasa Apso que era o nosso xodozinho.

Quando chegamos ao Aeroporto de Toronto a minha unica preocupacao era a Scully. Ela foi transportada via cargo, pois a Air Canada naquela epoca nao aceitava caes na cabine. Naquela manha fazia -2 oC, e vimos do aviao os homens tirarem a Scully do Cargo e transporta-la para o saguao do Aeroporto.
Depois de passarmos na imigracao fomos correndo procurar a Scully e pegar nossas malas e ai paramos, olhamos um para o outro e falamos: Chegamos! E agora?

Foi uma sensacao muito estranha, tenho que confessar! Parecia uma aventura, um filme, mas era realidade. A partir daquele dia moravamos no Canada: sem casa, sem emprego, sem familia, sem amigos, sem destino certo.

Aquela manha tinha gosto de renascimento. Confesso que questionei minha propria identidade. O que eu tinha feito? Larguei meu emprego como Consultora de Informatica, que ganhava bem para os padroes brasileiros na epoca, e uma oportunidade de emprego fantastica que tive ha' apenas 15 dias antes de partir... O Marcus largou um emprego promissor no Bank Boston... Vendemos nossos moveis, nossas coisas, carros e tudo que tinhamos... Deixamos para tras nossas familias... e iamos recomecar a vida num lugar que nao conheciamos ninguem.
Segurei o choro! Respirei fundo e pensei: Canada ai vamos nos!

E entao alugamos um carro e fomos em busca de um lugar pra ficar ate' alugarmos um apto.

Compramos um mapa e resolvemos andar sem destino, mas formos em direcao a Toronto.
Queriamos algo barato, pois nao eramos turistas anymore e nao queriamos gastar dinheiro alugando um Hotel 5 stars (no ano anterior tinhamos tido a nossa gloria quando viemos a passeio, tinhamos estado nos melhores Hoteis da regiao).
Foi quando passamos em frente de Moteis em Etobicoke. Motel na North America tem um conceito bem diferente do Brasil. Aqui nao tem luxo e e' usado por viajantes que queiram passar a noite. Nao sabiamos, mas aquele lugar nao era dos melhores e nao era tao bem frequentado tambem. Mas para quem vem do Brasil, aquele lugar nao nos parecia perigoso.
Paramos e ficamos por la' mesmo!
Depois de descansarmos um pouco resolvemos sair a procura de um lugar pra alugar o mais rapido possivel. O Marcus ja' tinha visto alguns lugares na Internet e resolvemos visitar. Achei tudo "horroroso"... Tive vontade de pegar o proximo aviao e voltar ao Brasil naquele dia mesmo. Como nunca tinha visto ninguem de "turbantes" ou de tunicas indianas antes, achei os lugares cheios de "terroristas" (Somente mais tarde e' que aprendi a lidar com as diferencas, respeitando a todos. Conheci muita gente legal de turbantes e de tunicas indianas). Nao quis alugar nenhum daqueles lugares. Os predios eram enormos com 10 ou 15 apartamentos por andar. Aquilo me dava um certo receio: nao conseguia me ver morando la', mesmo que por pouco tempo.
Entao decidi ser clara: ou a gente aluga algo "decente" ou volto pro Brasil hoje a noite mesmo. Coitado do Marcus, sofreu comigo. Foi entao que pegamos a revistinha de Alugueis de Toronto e fomos visitar um predio na frente do lago. Pertinho da CN Tower. Lembro que na epoca o aluguel mensal era uma fortuna! Mais que o dobro dos outros que tinhamos visto, mas era muuiiittooo melhor!
A moca do predio nao nos tratou muito bem! Acho que ela nao gostava de imigrantes at all. Eu nao liguei, pois tambem nao entendia muito o que ela falava, anyway! Resolvemos ficar. como nao tinhamos emprego, eles exigiram 1 ANO de ALUGUEL ADIANTADO! Apesar de ser puxado, tinhamos o dinheiro pra pagar e pensamos: Ok, nao teremos que nos preocupar por 1 ano. O restante do $$ sera' para sobrevivermos ate' arrumarmos um emprego.
Depois de mudarmos fomos ate' a IKEA para comprar alguns moveis basicos... Acho que todo mundo quando chega vai a IKEA!
Tambem comecei um curso de Ingles asap! Nao queria perder nenhum minutinho..
Depois de 3 meses eu e o Marcus conseguimos emprego como consultores de PS na mesma empresa. Pra falar a verdade, eu nao entendi direito nem o meu salario! Ate' hoje damos muita risada sobre isso!
E esse foi o nosso recomeco....nossa chegada ao Canada....ha' 10 anos atras! :-)
Abracos a todos e tenham um otimo domingo!
De

6 comments:

Sergio e Marilena said...

Olá Denise,

eu penso muito neste momento: a chegada no Canadá e lendo historias como a sua fico bem mais tranquila. Hoje temos muito mais facilidades;a internet tem quase tudo o que precisamos pra se virar na cidade e estamos fazendo muitos amigos na mesma situação pra trocar experiencias e nos ajudar com o emocional que fica em frangalhos, as vezes.
É bom ver que no final as coisas acabam se encaixando e tudo se resolve.

Marilena

Cau said...

Olá!

Muito bom ler um blog de pessoas que deu certo. Que estão aí há tanto tempo e vivem bem e felizes.

Continuem postando que continuaremos lendo 'a saga' da sua família.

Abraços,

Claudia e João

paula said...

Acho que ninguem consegue esquecer do primeiro dia que chega no Canada. E tambem do momento de despedida no aeroporto... Todos choraram tanto, que brincamos dizendo que no dia seguinte ia sair no jornal "Aeroporto inundado por lagrimas"...

Meu pai veio na frente em setembro de 94 para procurar lugar para morarmos.
Eu vim com minha mae e meu irmao dia 9 de dezembro de 1994.

Nossa que frio!!!

Saimos do Brasil com o maior calor, um sol lindo e chegamos aqui com -20C e cheio de neve!!!

Nao tinhamos casaco adequado, passamos frio assim que saimos do aviao!!

Meu pai tinha ficado num Bed and Breakfast em Toronto ate em entao e tinha conseguido alugar um apartamento de 3 dormitorios e 2 banheiros em Mississauga. (No Brasil, moravamos num apartamento com 2 dormitorios (dividia o quarto com meu irmao) e 1 banheiro) Entao, logo de cara todo mundo gostou da mudanca.

Mas nao tinha NADA no apartamento. Nenhum movel ou cama ou mesa ou sofa. NADINHA DE NADA.

Minha mae ja foi logo dizendo que assim nao dava para ficar. Entao saimos e fomos no Future Shop e compramos uma t.v. e colchao para dormir.

Meu pai ja estava desempregado ha um ano no Brasil e ficou desempregado os nossos primeiros 2 anos de Canada. Foi barra!

Nao dava para querer luxo. Todo mundo dormiu so com o colchao no chao pelos primeiros meses e a t.v tambem ficou no chao por um tempo. So mais tarde fomos comprar um sofa e um "criado mudo" que serviu de mesinha para a t.v.

Ums dos brasileiros que meu pai conheceu, emprestou uma mesinha redonda de ferro branco de jardim com 4cadeiras, que serviu de nossa mesa para comermos por muuuuuiiittttooo tempo.

Recomecar aqui no Canada foi bom em muitas coisas e muito dura em outras.

Aqui nunca conseguimos ter a casa decorada decentemente. Os moveis eram emprestados e nada combinava com nada. E como sempre o que eh temporario vira permanente. Ate hoje sonho em ter uma casa em que os moveis combinem uns com os outros.

Quando chegamos eu nao falava ingles. Tinha 15 anos. Sofri na escola. Passei os primeiros meses escondida no banheiro durante o recreio chorando. Ninguem falava comigo e quando falavam nao entendia nada. Foi dificil de fazer amizades.

Mas hoje ja me sinto Canadense e sinceramente acho que nao conseguiria morar no Brasil novamente.

Ter vindo para o Canada foi uma bencao na minha vida e sou muito grata por esse acontecimento.

The end.

Familia 4M said...

Oi De..
Amei o seu relato..e nessa já se passaram 10 anos né!
Lembro quando vc disse o "causo" de não entender o salario.
Mas, tenho certeza que valeu a pena não é?
Adorei a história da Paula tbém!
Beijocas

Van said...

Gosto muito de ler relatos como o seu, que contam abertamente a mistura de sentimentos de quando se chega no Canadá. Tenho muito medo desse momento e procuro me preparar desde já para as dificuldades. Acho que ir sem filhos é menos difícil.
E fico feliz de ver que a sua história se transformou em sucesso porque 10 anos já é uma longa caminhada.
Gostei também do relato da Paula. Que dureza!
Beijos
Van

Anonymous said...

nossa seu relato e super parecido com o q estamos vivendo agora ao chegar no Canada, mas precisamente em Montreal. Gostaria de saber se vcs ainda tem a Scully.
Abracos.