Saturday, July 5, 2008

Entrevista com Paula Correa

1. Como foi o seu sabado e domingo? Que horas voce iniciou o ride e que horas terminou em cada dia?
Meu preparo para esse evento comecou assim que me registrei em Janeiro. Comecei a ir na academia 3-5 vezes na semana. Fazia spinning classes, fiz aula com personal trainer. Tambem tinha que arrecar $2500 e fiz varias campanhas como benefit tickets para ir no Yuk Yuk's (comedy club), Garage Sale, Father's Day Brunch, enviei cartas a local businesses, ect...Consegui juntar todo o dinheiro e na quinta feira June 19 recebi uma doacao bem grande da secretaria do meu Chiropractic. Ela e a irma, durante esse tempo todo, estavam pedindo doacoes para minha campanha e guardando o dinheiro. Juntas elas arrecadaram um pouco mais que $2500 !!! No final, fiquei com mais de $5000.
O evento comecou na sexta June 20, tambem conhecido como 'Day Zero'. Nesse dia, eu fiz o meu 'check in' no evento, entreguei minha bicicleta, entreguei umas ultimas doacoes, e peguei um envelope com informacoes que eu iria precisar durante o evento. Logo na entrada do predio 'Direct Energy Centre' no CNE em Toronto, ja fiquei emocionada. Os proprios medicos do Princess Margaret Hospital estavam la comprimentando todo mundo, e nos agradecendo profundamente por estar fazendo parte desse evento. La dentro, tudo estava bem organizado. Tinha varias filas, mas andavam rapido. La recebi uma pulseira de hospital, que eu tinha que usar durante todo o evento, com meu nome e numero de participante, como tambem um telefone de emergencia para eu ligar caso acontecesse alguma coisa. Nessa pulseira tambem tinha meu telefone de casa e o nome do meu pai, para emergencias. Voltei para casa e fui dormir cedo, porque teria que estar la de volta no dia seguinte as 6 am!! A 'ride' iria iniciar as 7 am. Sabado, June 21, Day ONE, comecou a aventura. Nesse dia, antes de comer o cafe da manha delicioso que eles serviram, fui entregar minha mala- sleeping bag, toalha,ect..., pois iria dormir no camping que eles estavam providenciando. O numero da cabana que eu ia ficar, foi colado na minha pulseira de hospital. E quando eu cheguei no camping, minha mala estava em frente da minha cabana. Tudo super muito bem organizado. Me despedi do meu pai, e fui para o patio das 'Opening Ceremonies'. La ouvimos o Hino do Canada, algums discursos emocionantes e agradecimentos. Tambem ficamos sabendo dos 14 milhoes de dollares nesse momento. Esse evento tambem teve a participacao de Steve Bauer, Canadense que ganhou medalha de prata para o Canada no ciclismo nas Olympiadas (nao me lembro o ano). Eu ja estava com os olhos inchados de tanto chorar, e tive que me controlar e respirar fundo. Quando comecou, eles falaram para deixarmos os mais experientes irem na frente, e os mais novicos atras. Foi o que eu fiz.Rezei um pai nosso, fiz uma prece, e agradeci a Deus por estar fazendo parte daquele evento. Pedi protecao para todos os ciclistas e que aquela energia positiva contagiante que estava pairando no ar, fosse levada para colonias espiritas que tratam de desencarnados do cancer. E comecei a pedalar....... Ate aprendi a linguagem de ciclistas para se comunicar uns cons os outros!!! Nesse primeiro dia, teriamos 4 pit stops ate chegassemos no Camping ground em Hamilton. Em todos os pit stops (a cada 20-30 k) a atmosphera era de grande confraternizacao e confianca. Vc podia deixar sua bicicleta no chao e ir no banheiro, ir comer, ir fazer alongamento, que a sua bicicleta ia estar exatamente onde vc deixou. Eu levei 11 horas para chegar ate Hamilton no primeiro dia e pedalei 103.1 kilometros. A sensacao de 'accomplishment' foi maravilhosa. Quando cheguei, arrumei minha sleeping bag, peguei minha toalha e escova de dentes e fui tomar um banho quente. (Todas as vagas para receber massagems, ja tinham sido preenchidas) Fui jantar. Durante a minha janta, chegou a ultima ciclista do dia. Ela entrou de muletas e todos levantaram e comecaram a aplaudi-la por 10 minutos. Foi muito emocianante. Chamaram-na para o palco, para dar um depoimento, e la ela disse que estava fazendo isso porque tinha perdido as duas avos e que esse evento era muito importante para ela. Ela ficou bem emocionada e nao deu para enteder o que falou depois. Mas ela terminou dizendo que nao espera aquela recepcao, ela so queria conseguir chegar ate o final da meta no primeiro dia, independente de quanto tempo levasse, e ela tinha conseguido. Quando fui dormir, estava me sentindo bem cansada, mas eu tambem sabia que a nossa mente eh bem mais poderosa do que o nosso corpo. Entao fiz outra mantra. Cai no sono repetindo a seguinte frase 'Estou descansada e re-energizada'. E acordei descansada e re-enegizada!!
No Domingo, June 22, Day Two, iniciamos o percurso ate Niagara Falls. Depois do cafe da manha, os ciclistas se dirigiam a 'garagem aberta' aonde estavam todas as bicicletas e pegavam a sua. Para sair de la com sua bicicleta, tinhamos que mostrar para o pessoal do crew que estava na saida que o numero que estava na bicicleta era o mesmo do numero que estava na nossa pulseira de hospital. Rezei outro pai nosso e agradeci pelo dia de ontem. Pedi protecao de novo e comecei a pedalar. Por mais que eu me sentisse descansada e re-energizada, no inicio, depois de algumas horas eu estava realmente cansada. E foi quanto eu mais do que nunca recitava o mantra 'Eu tenho um desejo forte e realizador'. Quando chegava nas descidas, eu nem pedalava, deixava a bicicleta ir sozinha. Levei 10 horas para chegar ate Niagara Falls. Pedalei um total de 201.9 kilometros.


2. Quais foram os maiores challenges durante esses dois dias?
O maior challenge realmente foi no final do primeiro dia. Ter que subir o 'Hamilton Mountain' antes de chegar no camping, nao foi nada facil. No primeiro dia tivemos varias subidas e choveu um pouco tambem. Mas a corrida continuou mesmo assim.Quando a subida ficava muito dificil, era comum ver as pessoas subindo a pe com a bicicleta. Eu mesma tive que fazer isso as vezes. O segundo dia foi mais facil, porque tinha bastante descida, mas devido ao cansaco na pernas e (a dor na bunda que nao da para descrever com palavras) foi um pouco dificil tambem.


3. Em algum momento voce pensou em disistir? Por que? o que te fez continuar?
Houve momentos em que eu me preocupava em ficar muito para tras dos outros ciclistas e perder a trilha, mas assim que esses pensamentos entravam eu os expulsava imediatamente. (Mesmo que isso tivesse acontecido, eu nao precisa me preocupar, porque atras do ultimo ciclista havia uma van) Mas desistir, nunca. Eu nunca senti tanta determinacao dentro de mim, como nesses dois dias. Houve momentos em que a dor que eu sentia nas pernas foram bem grandes, entao eu caminhava a pe com a bicleta. Mas eu preparei a minha mente e recitava a seguinte mantra 'Eu tenho uma vontade forte e realizadora'. Repeti isso umas duzentas mil vezes. As vezes, quando nao havia ninguem por perto, eu mesma fazia um 'cheer' para mim. Apertava a buzina e falava em voz alta 'Vai Paula', 'Vc consegue', 'Vamos la menina', 'Paula Paula Paula' E ficava imaginado a linha de chegada. E quando eu via mais 15 kilometros ja tinham se passado. Outra coisa que me ajudou muito em continuar e nao desistir, foi o espirito de soliedariedade de todos presentes. Houve vezes em que eu via ciclistas que estavam bem adiantados do que eu. Dai que via que eles paravam, e quando eu cheguei perto, eles disseram, 'Estavamos te esperando'. Vi isso ser feito com outros, entao logico, fiz isso com outros tambem.

4. Qual foi a sua maior emocao ao terminar / alcancar a sua meta?
Foi extramamente emocionante a chegada. Ja tinha comecado a chorar uns kilometros antes. Havia um farol para passar antes de cruzar a linha de chegada, a pessoa que estava la me deu um abraco para me confortar porque estava bem emocionada.Ao chegar e ser recebido, por todos que ja haviam chegado, e estavam la de pe me aplaudindo e torcendo por mim, nao tem palavras para descrever o que eh isso.La tinha um B-B-Q para todos nos e outras diversoes. Deu ate para sentir que 200 kilometros nao foi nada, de que tenho capacidade para fazer muito muito muito mais que isso. Me senti muito orgulhosa de mim mesma. Foi uma experiencia maravilhosa. Foi como se eu tivesse escalado o a Montanha Everest. E cheguei la no topo!!!

5. Qual a mensagem que voce deixa aos leitores?
A mensagem que eu deixo a todos os leitores eh nao deixar passar oportunidades em que voce possa descobrir e aflorar o seu potencial e sempre acreditar em vc mesmo.Muitas pessoas da minha propria familia, me falaram que eu era louca de fazer um negocio desses, de que minha intencao era boa mas essas coisas nao eram para mim. Ate chegaram a me dizer para desistir da corrida e so doar o dinheiro. Eu me sentia triste com tudo isso, porque dentro de mim eu acreditava plenamente que eu ia conseguir e nao entendia porque eles nao estavam compartilhando desse sonho junto comigo.
Eu descobri que, erradamente, na vida, colocamos outras pessoas 'in charge' da nossa felicidade. Pensamos que precisamos encontrar alguem para nos fazer feliz, para nos dar confianca, para nos ajudar a vencer. Mas quando fazemos isso, esquecemos que essa responsabilidade pertence a nos mesmos. 2 dias de bicicleta e 200 kilometros depois, tive muito tempo para fazer bastantes reflexoes sobre a vida. Como li no livro 'Renovando Atitudes', a solidao eh falta de confianca em nos mesmos e nao a falta de alguem em nossas vidas. Tem coisas que so nos mesmos podemos nos dar. Eh logico que eh bom receber essas coisas dos outros, mas nos mesmos eh que temos que nos dar essas coisas. E temos que acreditar que nos somos capazes de nos dar o que precisamos.Eu precisava/queria ouvir dos outros, que eu seria capaz de andar 200 kilometros de bicicleta. Quando percebi que nao estava ouvindo isso das pessoas que eu queria que falassem isso, percebi que esse foi o momento, essa foi a licao que a vida quiz me dar para EU MESMA me dizer essas coisas. E agora me sinto bem mais fortalecida e com muita mais determinacao. Eu recebi apoio e incentivo de outras pessoas tambem e sou muito grata a todas elas. A mensagem que deixo para todos sao duas: 1- Sempre acredite no seu potencial2- Junte-se a mim e faca parte do meu time, pois vou participar desse evento de novo o ano que vem (June 12-14/ 2009).Go to http://www.conquercancer.ca/ para se registrar. No momento, o preco para se registrar eh $50, mas logo subira para $75 e tem vaga limitada. Ou que pelo menos facam doacoes. Meu time tera que arredar $3200.O nome do meu time eh 'United Bikers for a cure'para o password, entre em contato comigo: paulete2@hotmail.com

Muito obrigada Denise pela intrevista e por todos que se interessam em ajudar os nossos medicos e cientistas a encontrar uma cura para derrotar essa doenca.

Paula Correa

3 comments:

Rachel Ripardo said...

Olá

quero mandar um grande abraço para a Paula e desejar parabéns, sua força de vontade me alegrou e com certeza, quando eu chegar no canadá e treinar um pouco, participarei também!

Um abraço para vc, Denise, tb!

Claudia said...

Foi um relato maravilhoso e emocionante. Parabéns!

Anonymous said...

Gostaria de Parabenizar a Paula pela força, garra, persistência e amor pela vida!
Fiquei emocionada ao ler o depoimento.
Se estivesse aí.. com certeza iria fazer parte deste incrível time.

Obrigada Dê por divulgar esse evento que tem um propósito muito especial e importante em nossas vidas...

Um grande beijo com muito carinho
Elaine Cristina